INFO Menu

Exposição de Fotografia - Humanamazônia by Rao Godinho

13 Novembro
Galeria Sá da Costa - Chiado, Lisboa

No dia 13 de novembro, na Galeria Sá da Costa, no Chiado em Lisboa, será inaugurada a Exposição de Fotografia Humanamazônia de Rao Godinho, aluno de Mestrado em Design e Cultura Visual do IADE-UE.

Exposição de Fotografia - Humanamazônia by Rao Godinho

Quando falamos sobre a Amazônia, a primeira referência é a floresta, às vezes, os animais. Raramente as pessoas são retratadas como um elemento tão forte quanto presente, mesmo que haja uma enorme, diversa e peculiar população. Como o fotógrafo diz: “é um projeto que não só não nasceu projeto, mas que sempre existiu, o humano sempre esteve ali. É um projeto infinito que me leva a lugares de afeto, abstratos ou reais, por locais físicos, memórias e pessoas”.

A exposição apresenta imagens do ser humano na Amazônia e suas interações com a natureza. São fotografias digitais em preto e branco, feitas desde 2011 com diferentes equipamentos - da compacta à full frame -, que passam por várias situações, brincadeiras, eventos e festividades locais.

Rao Godinho é de Belém - Pará (Brazil), estudante do segundo ano do mestrado em Design e Cultura Visual, já realizou exposições em três estados do Brasil, além de Lisboa. Teve imagens selecionadas para exposições e salões de fotografia como Museu da Imagem e do Som de Campinas, Salão Nacional de Fotografia Pérsio Galembeck e Salão Nacional de Fotografia de Araraquara, em São Paulo, no concurso ECOFOTO (sobre direitos humanos), no Rio de Janeiro, além do salão World Water Day em New York.Também tem publicações na revista alemã VIB - Very Important Brazilians, e teve uma foto selecionada pra ilustrar um dos selos postais  comemorativos aos 400 anos de Belém.

 Hoje, atua como fotógrafo parceiro do Slow Food Interncional junto ao instituto Iacitatá - Amazônia Viva, além de fazer ensaios, gastronomia e decoração.


When we talk about the Amazon, the first reference is the mighty forest, sometimes, the animals. Rarely the human being is portraied as a present element, even though there such a diverse and peculiar people. As the photographer defines: "it's a project that not just wans't born as a project, but always existed, the human was always here. It's a neverending project that takes me to places of affection, real or abstract, through physical places, memories and people".

 The exhibition presents images of the human being in the Amazon and its interactions with the nature. Digital black and white pictures, taken from 2011 with different equipments - from a compact camera to a full frame -, that goes around various situations, plays, events and local festivities. 

Rao Godinho is from Belém - Pará (Brazil), student of the second year of the master degree in Design and Visual Culture, held exhibitions in three states in Brazil and also in Lisbon. He had images selected for the exhibitions and photo salloons such as Museu da Imagem e do Som de Campinas, Salão Nacional de Fotografia Pérsio Galembeck and Salão Nacional de Fotografia de Araraquara, in São Paulo, on the contest ECOFOTO (human rights), in Rio de Janeiro, besides the salloon World Water Day in New York. He also had to publications in the German magazin VIB - Very Important Brazilians, and a had a picture selected to be a comemorative post stamp for Belém's 400 years birthday.

 Today works as a parnter photographer for Slow Food International and Iacitatá - Amazônia Viva, besides jobs in photosessions, gastronomy and decoration.


Notícias

Ver todas »
« Voltar