O que procura?

Licenciatura em psicologia, admissões…

Admissões:+351 808203544
Whatsapp
Presencial: +351969704048
Programa em Administração de Empresas

Curso de Especialização Programa em Administração de Empresas Lisboa

Formação prática assente em casos reais e lecionada por profissionais de referência no setor.

Selecione o regime preferencial

Programa em Administração de Empresas

O PAE – Programa em Administração de Empresas visa transmitir, de forma prática e intuitiva, os mais modernos e úteis conceitos de gestão aos empresários, gestores executivos, sócios e acionistas das empresas portuguesas; de forma a que estes possam conduzir e gerir as suas empresas com sucesso, num ambiente de maior e crescente complexidade e competitividade.

Presencial
Quinta do Bom Nome
4 meses Faculdade de Ciências Sociais e Tecnologia
Não conferente de grau

Porquê o Programa em Administração de Empresas?

Benefícios
  • Este programa vai responder aos problemas concretos e às ambições e necessidades das empresas participantes – nomeadamente pequenas e médias empresas.
  • Conceitos de gestão de uma forma acessível (mesmo a participantes sem formação em Gestão / Economia) e com uma forte componente prática.
  • Aplicação prática dos conceitos leccionados em casos reais.
Destinatários

O programa destina-se a quadros superiores, gestores, empresários (sócios e acionistas) das empresas portuguesas, nomeadamente as pequenas e médias empresas.

Parceiros

Algumas das empresas que colaboram connosco:

Plano de Estudos

Unidades curricularesHoras/Semana
O propósito, proposta de valor e estratégia - “Como criar uma estratégia diferenciadora que oriente a empresa para o sucesso.”
A importância da definição estratégica:
  • O Propósito, as Pessoas e os Processos
  • O Golden Circle: “Porquê” (“WHY”), “Como” (“HOW”) e “O quê” (“WHAT”)
Desenvolver a visão, o propósito (“Why”), formular a estratégia:
  • Determinar a proposta de valor diferenciada da empresa (“Unique value proposition”)
  • Criar valor para clientes, colaboradores, acionistas e sociedade (os stakeholders)
  • O propósito (“Why”) como a linha orientadora de toda a organização
Desenhar modelos de negócio diferenciadores:
  • Como desenvolver uma vantagem competitiva sustentável ao longo do tempo
  • Identificar e avaliar oportunidades de criação de valor
8

Unidades curricularesHoras/Semana
Liderança e Comportamento Organizacional - “Como orientar e motivar os colaboradores para aumentar o seu desempenho.”
Liderar pessoas e estruturas mais complexas.
A cultura - desenhar organizações mais eficazes para alcançar um desempenho superior.
Alinhar a organização e motivar as pessoas para alcançar o propósito.
Como gerar a adesão, o envolvimento e o compromisso por parte dos colaboradores:empoderamento (empowerment) e responsabilização, delegação.
A avaliação e gestão de desempenho, a gestão da motivação e das equipas.
Como os gestores se podem tornar líderes eficazes.
8

Unidades curricularesHoras/Semana
Marketing e Gestão Comercial - “Como conseguir vender mais, com maior margem e receber.”
Noções sobre o Marketing e o seu papel na organização.
Compreender as necessidades dos clientes e o comportamento dos compradores.
Definir o marketing mix ( o produto, os canais de distribuição, a comunicação, a promoção e os preços) para satisfazer as necessidades dos clientes de forma sustentável.
A Gestão Comercial - Organização, planeamento e acompanhamento da ação comercial.
A avaliação e gestão de desempenho, a gestão da motivação e das equipas.
Como o alinhamento do propósito e do Marketing podem traduzir-se numa Gestão Comercial que potencie as vendas.
Plano Comercial: Diagnóstico, elaboração e execução.
A gestão da equipa comercial.
Formas de aumentar a eficiência da equipa e a produtividade de vendas.
Principais ferramentas e técnicas de gestão de vendas - sua aplicação prática.
Os desafios e as oportunidades das vendas através dos canais digitais.
8

Unidades curricularesHoras/Semana
Gestão da informação contabilística na tomada de decisão “Como ler e usar a informação contabilística como base da tomada de decisões.”
A informação contabilístico-financeira enquanto sistema base de controlo e de suporte à decisão. Compreender os conceitos das demonstrações financeiras e dos relatórios contabilísticos, de forma a:
  • Promover a monitorização, apoio à percepção e avaliação da situação da empresa
  • Serem o suporte à tomada de decisões organizacionais, nomeadamente quanto à atribuição de recursos
  • Influencia das diferentes políticas contabilísticas na percepção da situação da empresa e na tomada de decisão
  • Conceitos básicos de gestão fiscal.
8

Coordenação

Rogério Ferreira do Ó

Licenciado em Economia pela Universidade Católica Portuguesa de Lisboa e Pós Graduado em “Strategic Finance” pelo IMD - Institute for Management Development, Lausanne. Tem o Executive MBA e é Mestre em Gestão, ambos pela ISCTE Business School, Lisboa.

Foi Técnico de Marketing Estratégico no Banco Espírito Santo; Assessor Financeiro no Grupo Auto Industrial; Diretor Financeiro do grupo Banif Mais SGPS (antes Tecnicrédito SGPS) onde se inclui o Banco Banif Mais (antes Banco Mais e Tecnicrédito FAC).

Foi Director Financeiro Jurídico e de Risco, Director Comercial Auto e membro do Comité de Direcção da Cofidis Portugal e foi Administrador do Banco Cofidis, SA., até à sua fusão na Cofidis Portugal.

Consultor de empresas, Investidor e mentor de projetos de empreendedorismo, professor e Diretor de programas universitários, formador e investigador.

Publicou o livro sobre recuperação de empresas: “Como recuperar empresas em dificuldades – Turnaround em Portugal”, 1ª edição em Novembro 2010, 2ª em Dezembro 2014.

  • Ana Rita Martos: Diretora Planeamento e Controlo da Imprensa Nacional – Casa da Moeda, S.A. (INCM) desde março de 2020. Anteriormente foi assessora do Conselho de Administração da INCM, entre 2019 e 2020. Foi Diretora Financeira nos CTT – Correios de Portugal, S.A., entre 2009 e 2019. Antes, e ainda no Grupo CTT, foi Membro da Comissão executiva da subsidiária Tourline (Espanha), entre 2005 e 2008, e Diretora do Planeamento e Controlo de Gestão, bem como Responsável pela área Financeira da subsidiária Cttexpresso, entre 2000 e 2005. Entre 1999 e 2020 realizou análises de projetos de investimento, no Instituto Português de Qualidade. Conta ainda com um leque variado de experiências, tanto na área financeira como de controlo de gestão, nos mais variados setores desde construção civil, hotelaria, indústria, entre outros.
    Licenciada em Organização e Gestão de Empresas pelo ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa e com um Executive MBA, primeira edição, ministrado pelo INDEG – IUL ISCTE Executive Education. Frequentou o Programa de Dreção de Empresas – 56º PDE – da AESE Business School.
  • João Virott da Costa: Managing Partner e fundador do grupo Bright Partners (desde 2003), é licenciado em Engenharia Mecânica pelo Instituto Superior Técnico, pós-graduado em Finanças pela Universidade Católica e em Alta Direcção pela AESE (PADE). Foi administrador executivo de empresas de diversos sectores de atividade, com destaque para tecnologias de informação, telecomunicações e indústria. É certificado em Gestão de Projetos pelo PMI® (PMP) e em gestão da Mudança pelo PROSCI® (Practitioner).
    Desde 2020 é promotor e investidor em projetos de tecnologias e energias limpas através da sua nova start up: Cleantech Ventures.
  • José Rocha: Licenciado em Direito pela Universidade Coimbra. Trabalhou no IAPMEI e na ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários onde coordenou e implementou diversos projectos na área da formação e empreendedorismo.
    Possui uma vasta experiência na gestão de recursos humanos em ambiente multinacional no sector automóvel. HR Manager na SAS Automotive Systems (2005 a 2010); Country HR Manager Grupo PSA (2011 a 2018) sendo actualmente o HR Manager para as marcas Peugeot, Citroen, DS e Opel na Stellantis.
  • Nuno Luz: Licenciado em Administração e Gestão de Empresas e titular de um MBA pela Universidade Católica Portuguesa, iniciou a sua carreira em 1995 como Auditor Externo na PricewaterhouseCoopers tendo transitado para a Schweppes Portugal em 1998. Em 2000, integrou a Phone House Portugal como Diretor Financeiro & ShareService tendo abraçado uma carreira internacional em 2004 como Diretor Financeiro e Director Executivo de vendas em Espanha. Em 2012 transitou para a Carphone Warehouse em Londres como Diretor Executivo para Améria do Sul. Em 2014, regressou a Lisboa como Diretor Geral da Phone House Portugal.
    Entrou para a Fnac Portugal em 2016 com Diretor Comercial, integrando o Comité Executivo. Em Outubro de 2017, foi nomeado Diretor Geral da Fnac Portugal.
  • Vitor Santos: Doutorando em Gestão, Mestrado em Economia Internacional (M.Sc.), Pós-graduado em Marketing e Licenciado em Gestão de Empresas. Experiência profissional como Director Comercial e de Marketing, desenvolvida em multinacionais do sector farmacêutico, retalho e tecnologia. Professor Universitário nas áreas de gestão, marketing e vendas.
  • Tiago Figueirôa: Licenciado em Administração, Estratégia e Gestão de Empresas pela Universidade Atlântica, iniciou a sua carreira em 1995 como Analista de mercado e Controler de Gestão na Sonae Distribuição, depois como Responsável de Departamento (2005-2007) Responsável de Operações das lojas Continente Online, Worten e Vobis (2007-2011) e Responsável Controle de Gestão e Auditor pelas novas lojas.
    Entrou para a Fnac Portugal em 2011 com Responsável de Operações Web. Em 2013, foi convidado para Responsável de Controlo de Gestão e Projetos Transversais Web. Em 2015, foi Responsável de Desenvolvimento de Negócio de Projetos Transversais tendo por missão suportar a Comité Executivo da Fnac Portugal no desenvolvimento de Projetos e coordenação com o Grupo Fnac. Em Agosto de 2016, foi nomeado Diretor Logística & Supply Chain da Fnac Portugal e integrou o Comité Executivo. Desde 1 de Abril 2021 cumula as suas funções com a Direcção e-Commerce.

Saídas Profissionais

O PAE – Programa em Administração de Empresas visa transmitir, de forma prática e intuitiva, os mais modernos e úteis conceitos de gestão aos empresários, gestores executivos, sócios e acionistas das empresas portuguesas; de forma a que estes possam conduzir e gerir as suas empresas com sucesso, num ambiente de maior e crescente complexidade e competitividade.

Admissões

Os candidatos interessados em ingressar na Universidade Europeia poderão formalizar a sua candidatura ao longo de todo o ano.

O processo de candidatura está sujeito às vagas existentes e à adequação do perfil do candidato ao ciclo de estudos de interesse.

Para dar início ao Processo de Admissão, o candidato deverá seguir estes 3 passos:

1

Pedido de Informação

Agende uma conversa de esclarecimento com um Admissions Advisor

2

Documentação

Reúna a documentação solicitada no processo de admissão

3

Candidatura

Avance com a formalização da candidatura, presencialmente ou on-line