Português
+ INFO Menu
Close

Alumni Empreende

Testemunhos de Alumni da Pós-Graduação em Imagem, Protocolo e Organização de Eventos que criaram os seus próprios projetos após a frequência do programa.


Sandra Russo
Ateliê de Etiqueta | www.ateliedeetiqueta.com
srusso.morais@gmail.com


Blog Ateliê de Etiqueta

"Com o intuito de aprofundar o conhecimento que tinha adquirido ao longo da minha vida profissional, em 2012, tomei a decisão de me inscrever na Pós-graduação em Imagem Protocolo e Organização de Eventos.

Foi um ano letivo com imensos desafios pessoais e profissionais, onde não só encontrei resposta à minha necessidade de formação como descobri um mundo fascinante e interminável de saberes nas áreas curriculares que frequentei.

Com o final da Pós-graduação, o objetivo inicial estava cumprido, podia aplicar adequadamente os conhecimentos adquiridos na minha atividade profissional, mas deixou de ser suficiente. Do currículo da Pós-graduação, a área do Protocolo foi a minha preferida. Assim, questionava-me sobre de que forma poderia continuar a ler e investigar sobre esta área e outras que lhe são associadas.

A ideia do blog surge numa conversa familiar, os temas a abordar já estavam definidos, dei início à sua criação.

Criar um blog onde pudesse partilhar conhecimentos, ideias e sugestões de leituras ou documentários sobre estes temas, foi um desafio. A sua conceção permitiu-me, não só, aprender e utilizar novas tecnologias como aproveitar o impacto que as redes sociais têm no nosso dia-a-dia como excelente meio de partilha de conhecimento.

O recém-criado “Ateliê de Etiqueta” é a materialização desta aventura no mundo das Boas Maneiras, Etiqueta e Protocolo. Pretendo desmistificar e divulgar estes temas de forma acessível e abrangente, chamar a atenção para os detalhes, que por vezes passam despercebidos, mas que fazem toda a diferença seja em privado ou em público.
"


Rui Martins
Peddy +
peddymais@gmail.com | Facebook


Um projeto chamado “PEDDY+”

"Desde tenra idade que sinto uma energia criativa em mim, mais ou menos latente, que se manifestou das mais variadas formas. Lembro-me de mim, talvez com 11 anos de idade, a organizar na escola actividades como caças ao tesouro, ou mesmo concursos tipo “1,2,3”, copiados daquilo a que assistíamos na TV. Mais tarde, a minha veia criativa virou-se para as artes, quando passei a fazer teatro amador na escola, e também na universidade. No entanto, desde que em 2000 comecei a trabalhar na banca que esta energia criativa passou a estar um pouco apagada, muitas das vezes com a desculpa corriqueira da “falta de tempo”.

Penso que terá sido o facto de precisar de dar largas à imaginação que me levou a procurar um curso totalmente diferente da minha área. Escolhi a Pós-Graduação em Imagem, Protocolo e Organização de Eventos da Universidade Europeia por achar que, no fim de contas, teria muito mais a ver comigo, ainda que não tivesse ninguém na família ligada ao ramo, nem mesmo qualquer experiência na área.

Facto é que, desde o início do curso, senti logo uma grande empatia com professores e colegas e, apesar de ao início estranhar a informalidade com que as aulas decorriam (nada a ver com um curso formal como Direito, que concluí em 1999), isso acabou por reverter a meu favor.

Ao fim de algumas semanas, comecei a ter iniciativa na organização de visitas de estudo no âmbito do próprio curso e, em março, à beira de completar 40 primaveras, lembrei-me de contactar uma amiga que por acaso já havia frequentado anteriormente esta Pós-Graduação, e que sabia que tinha algum jeito para organizar festas de aniversário bastante originais.

Ela lembrou-se da Sandra que, entre outras coisas, tinha organizado pouco tempo antes um Peddy Paper na empresa onde trabalhava, e que tinha sido um sucesso.

Foi assim que, no dia 29 de março de 2014, a Sandra organizou, a meu pedido, um Peddy Paper na zona de Alfama que, face ao entusiasmo demonstrado, tinha obrigatoriamente de ser repetido!

Assim, a 21 de junho desse mesmo ano a Sandra repetiu a proeza, organizando um Peddy na Mouraria e, mais uma vez, a ideia original cumpriu-se: dar a conhecer aos próprios lisboetas alguns dos bairros históricos da cidade, de uma forma bem divertida.

Em agosto decidi tomar “as rédeas” da ideia, tendo optado por convidar uma outra amiga (a Luciana, uma brasileira que conhece Lisboa melhor do que eu…) para trabalhar comigo e, desta vez, passar a ser eu a organizar uma actividade que cada vez ganhava mais adeptos.

Foi assim que, a 23 de agosto de 2014 fiz o meu terceiro Peddy, na zona da Madragoa, desta vez não como participante, mas antes como organizador. Atingi aqui o número recorde de 30 participantes!

A 27 de Setembro organizei ainda mais um Peddy Paper pela zona de Belém, também muito concorrido.

Aqui chegados, eu e a Luciana começamos a pensar num conceito de eventos que fosse mais abrangente, e com um planeamento mais pensado e organizado. Assim nasceu, a 29 de Dezembro de 2014, o conceito “Peddy+”, um projecto de empresa com pernas para andar, pois não há dúvida que existe muita procura nesta área de actividades ao ar livre.

Prova disso mesmo é o facto de, na própria empresa onde trabalho, me ter sido solicitado um evento do género que só não se concretizou na íntegra por causa do receio de mau tempo que se fez sentir nesse dia.

Espero, pois, no futuro, vir a alcançar muitos mais êxitos com uma ideia que, embora muito simples, acaba por responder a uma cada vez mais notória “sede” de evasão."




Nélia de Araújo

Managing Partner, Allabout productions
neliadearaujo@allabout-angola.com

“Muda de vida se tu não vives satisfeito”

"A decisão de me inscrever na Pós-Graduação (PG) não foi tomada de ânimo leve. Fiz uma pesquisa das várias PG disponíveis em Portugal e a Pós Graduação em Imagem, Protocolo e Organização de Eventos do Universidade Europeia era, sem dúvida, a que apresentava um programa mais completo e um leque de docentes com mais experiência profissional. Não me inscrevi porque queria “ apenas” estudar, mas porque queria (e assumi-o desde o 1º instante), mudar, radicalmente de vida.

A paixão pela área foi crescendo em cada aula. Todas as aulas eram dinâmicas, com professores extraordinários que nunca nos deixavam sem respostas e que nos desafiavam constantemente. Aliás, uma das grandes impulsionadoras desta minha mudança de vida profissional é uma professora (e hoje querida amiga) da PG, que acreditou em mim e me fez acreditar que nunca é tarde para mudar de vida e que quando queremos e trabalhamos, conseguimos.

Na altura era professora do Quadro de Zona pedagógica do Ministério da Educação, mas não me sentia realizada profissionalmente. O gosto pela área da Comunicação e dos Eventos já existia (na Universidade envolvi-me na organização de vários congressos, seminários e jantares de curso) e sabia que organizar eventos é uma tarefa complexa, pelo que necessitava de aprofundar os meus conhecimentos e de os colocar em prática. As coisas foram acontecendo de forma rápida e inesperada. Nesse ano produzia-se mais um Rock-in-Rio e comecei a participar nas reuniões de produção (enquanto frequentava a PG). Queria aprender a linguagem, perceber como se colocavam em prática os conhecimentos adquiridos nas aulas. Consegui um pequeno trabalho no Rock-in-Rio desse ano e, depois disso, percebi que nunca mais conseguiria deixar os Eventos.

A PG terminou com o estágio na maior empresa de eventos de Portugal. Pedi exoneração do Ministério da Educação e aceitei, na mesma agência de eventos, um contrato para trabalhar como gestora de eventos júnior, evoluindo profissionalmente, na mesma agência, onde trabalhei até 2009. Em 2009, surgiu o desafio de trabalhar como Account numa agência em Angola, onde tinha que desenvolver a área de eventos. Aceitei o desafio… Em 2011 fui convidada para Diretora Geral de uma outra agência angolana e, em 2012, decidi ter o meu próprio projeto: a Allabout Productions, uma agência de comunicação e eventos de direito 100% angolano. Este é o maior desafio profissional da minha vida!

Em 2007, quando a minha aventura começou, não imaginava que a mudança de vida que tanto ambicionava viesse a ser tão grande… Não imaginava que a decisão de me inscrever na PG viesse a ser tão determinante para a minha formação específica na área e para o meu renascimento profissional. Hoje sinto-me realizada profissionalmente, continuo apaixonada pelo que faço e feliz por ter aceitado cada um dos desafios proporcionados.

Sim, com a PG foi isso que aconteceu, Renasci."

« Voltar