O que procura?

Licenciatura em psicologia, admissões…

Admissões:
Geral:
Campus Quinta do Bom Nome: +351 210 309 900
Campus Santos: +351 213 939 600
Campus Lispólis: +351 210 533 820
Whatsapp
Presencial: +351969704048
06 jun 2024

O que é big data?

Edited on 06 Jun. 2024
que-es-big-data

No mundo online, hoje em dia não há um lugar onde não exista Big Data. Neste post, veremos mais detalhadamente o que se faz com tantos dados, porque que é que as empresas apostam cada vez mais no big data e o que é necessário estudar, como, por exemplo, uma Pós-Graduação Online em Data Analytics e Big Data ou um Mestrado em Ciência de Dados e Gestão ou Mestrado em Gestão em Sistemas de Informação, para trabalhar no setor como um especialista em big data.

Big Data o que é e como funciona?

Uma definição simples do que é o Big data e como funciona: consiste na recolha e armazenamento de grande volume e variedade de dados, que são processados a grande velocidade com recurso a ferramentas tecnológicas e métodos analíticos avançados. Embora pareça que o Big Data é um tema novo que surgiu com a digitalização nos últimos anos, na realidade começou nos anos 60, quando os primeiros armazéns de dados começaram a aparecer.

Sessenta anos depois, e com os avanços das ferramentas e serviços disponíveis para nos ajudar a interpretar os dados, as empresas podem tomar decisões sobre negócios, estratégias e campanhas de marketing, entre outras coisas.

E o desenvolvimento desses serviços que interpretam os dados é fundamental na definição de Big Data. São conjuntos de dados cada vez maiores e mais complexos que são recebidos através de diferentes fontes de dados. Com tanta complexidade, os programas de software tradicionais que se usavam para processar os dados não conseguiam geri-los facilmente, e por isso foram criadas novas ferramentas.

Tipos de Big Data

Existem três tipos de big data. São os seguintes:

  • Dados estruturados
  • Dados não estruturados
  • Dados semiestruturados

Como se pode perceber pelo nome, os dados estruturados têm um formato fixo e, na maioria dos casos, são numéricos. A informação vem através de bases de dados ou de folhas de cálculo armazenadas em bases de dados SQL ou lagos de dados. Hoje em dia, esses dados são geridos por máquinas e não por humanos.

Os dados não estruturados são informações desorganizadas e não vêm de uma fonte com um formato já predeterminado. Um bom exemplo de dados não estruturados são os que vêm de fontes de redes sociais.

Por último, os dados semiestruturados têm características das duas formas já mencionadas. Uma parte dos dados já está organizada e outra parte não. Informações que vêm através de registos de servidores web ou dados de sensores são exemplos de dados semiestruturados.

Características do Big Data

Antes de vermos como se utiliza o Big Data em casos reais, é importante também entender as suas características. Os profissionais que trabalham na área de Big Data falam das grandes V’s do Big Data:

  • Volume: Referimo-nos a grandes volumes de dados.
  • Velocidade: A rapidez com que os dados são recebidos e tratados.
  • Variedade: Refere-se aos tipos de dados que estão disponíveis.
  • Veracidade: Refere-se à precisão dos dados do conjunto de dados.
  • Valor: É importante estabelecer uma forma de valorizar os dados, pois nem todos têm o mesmo valor.
  • Variabilidade: Refere-se à forma de utilizar dados muito distintos e formatá-los de diferentes maneiras.

Exemplos de Big Data

O Big Data tem um enorme potencial e já está presente nas nossas vidas diárias. Mostramos alguns exemplos de como o big data está a ser utilizado em vários setores:

  • Descobrir os hábitos de compra dos consumidores.
  • Marketing personalizado para alcançar um público mais relevante.
  • Encontrar novos clientes potenciais.
  • Ferramentas de otimização de combustível para a indústria de transporte.
  • Previsão de procura de utilizadores para empresas de partilha de viagens como a Uber.
  • Monitorização de condições de saúde através de dados de dispositivos portáteis.
  • Mapeamento de estradas em tempo real para veículos autónomos.
  • Transmissão de média e televisão otimizada, como a Netflix.
  • Gestão preditiva de inventário.

Saídas profissionais em Big Data

Se decidires optar por uma carreira profissional no setor de big data, estarás a trabalhar num setor em pleno crescimento, não só em Portugal mas a nível mundial. Após terminares a tua Licenciatura em Ciência de Dados e Gestão ou a Pós-Graduação Online em Data Analytics e Big Data, por exemplo, poderás trabalhar em cargos como Big Data Analyst, Chief Data Officer, Arquiteto de soluções Big Data, Administrador de Sistemas Big Data, ou responsável de segurança em projetos Big Data.

Para teres sucesso nesta área, a chave é ter um know-how profundo de big data, e habilidades transversais como comunicação, trabalho em equipa e liderança. Na Universidade Europeia, entendemos as necessidades do mercado e preparamos os futuros líderes de vários setores. Oferecemos um portfólio amplo de programas em Big Data, porque entendemos a necessidade de ser flexíveis e oferecer todas as soluções possíveis. O nosso portfólio inclui: